Logon
Blog

Câncer de mama: reconstrução é possível

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​​A cirurgia de retirada do tumor e de segmentos da mama faz parte do tratamento contra o câncer . Mas o que poucas pessoas sabem é que a reconstrução da mama pode e deve ser imediata, no mesmo tempo cirúrgico. A cirurgia oncoplástica e reconstrutiva das mamas tem por objetivo não só o tratamento do câncer, mas a preservação da mama ou da maior parte dela, evitando grandes mutilações e assimetrias importantes, promovendo assim melhor qualidade de vida as pacientes, que aderem mais ao tratamento e retornam mais cedo ao convívio social.

Segundo o Dr. Evandro Fallaci Mateus, mastologista e oncoplástico da Clíni​​ca da  Mulher ​do Hospital 9 de Julho​, atualmente sabe se que  não é necessária a retirada total da mama, a cirurgia conservadora da mama associada a radioterapia ao longo dos anos mostrou se tão segura, do ponto de vista oncológico, quanto a retirada total da mama. " As técnicas de onoplastia vieram para aliar os conceitos da segurança oncológica ao remodelamento mamário com a vantagem de manter  volume e simetria das mamas", afirma o médico.

Atualmente, segundo o Dr. Evandro, a tendência é preservar a maior parte da mama, sempre respeitando a segurança oncológica. "inúmeras técnicas são utilizadas, levando em conta o tipo da mama, a idade da paciente e o fator genético. Atualmente, a  ressecção de um setor da mama (setorectomia) com o remodelamento mamário utilizando o próprio tecido da mama,  nos casos de diagnóstico precoce e tumores pequenos, apresentam ótimos resultados".

A reconstrução da mama​ pode ser feita com tecido do próprio organismo da pessoa como com a ajuda de próteses. "Diferente do que muitas mulheres pensam a prótese não atrapalha o seguimento pós-cirúrgico", afirma o médico, sobre o acompanhamento durante cinco anos, obrigatório para quem teve câncer.


​​​

Para marcar consultas e exames, ligue para 11 3147-9430.​​​​​​



Veja mais