Logon
Blog

Zika, Dengue e Chikungunya: chegada do verão é sinal de alerta

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​​​​​​​Depois que a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde emitiram alerta mundial sobre a epidemia de zika, reconhecendo oficialmente a relação entre o vírus e os casos de microcefalia, uma luz vermelha acendeu sobre a importância da prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, que também é o transmissor da dengue e da chikungunya.A proximidade da época mais quente do ano, o verão, traz com ela as chuvas, o que ajuda na proliferação do mosquito Aedes aegypti que se reproduz em água limpa e parada. A microcefalia é uma malformação congênita que faz com que o bebê nasça com um cérebro menor do que o normal.  

De acordo com a Dra. Regina Tranchesi, diretora técnica, infectologista responsável pelo Centro de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)​ é importante a população ficar alerta da importância de combater os focos do mosquito já que em 80% deles estão dentro de casa. "As pessoas precisam eliminar qualquer forma de água parada em casa, como pratos de plantas, caixas de água abertas, pneus, mas também evitar jogar lixos nas ruas, pois até uma tampinha de garrafa com água pode ser abrigo para as larvas do mosquito", enfatiza.

​Sintomas

A Zika causa febre baixa, dores nas articulações, dores musculares, cefaleia, irritação nos olhos e, menos frequentemente, edema, odinofagia, que é a dor durante a deglutição de alimentos, tosse seca e alterações gastrintestinais, principalmente vômitos. O desaparecimento dos sintomas ocorre entre 3 e 7 dias após seu início.

A Dengue pode provocar febre alta (geralmente dura de 2 a 7 dias), dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele. Nos casos graves, o doente também pode ter sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal, vômitos persistentes, sonolência, irritabilidade, hipotensão e tontura.

Já na Chikungunya o principal sintoma é a dor nas articulações de pés e mãos, que é mais intensa do que nos quadros de dengue. Além disso, também são sintomas: febre repentina acima de 39 graus, dor de cabeça, dor nos músculos e manchas vermelhas na pele.

Nos três casos, não há tratamento específico.  "Se apresentar algum sintoma procure imediatamente atendimento médico", afirma a Dra Regina.


​​​


Para marcar consulta​s e exames, ligue para 11 3147-9430.​


Veja mais